terça-feira, 4 de maio de 2010

Fotos da menina agredida


Está no G1 a postagem com vídeo, que mostra fotos de sinais evidentes da violência praticada, contra a menina de dois anos, que estava sob a guarda provisória, da procuradora aposentada, Vera Lúcia Gomes. O que a opinião pública vai fazer? Lembram do caso Isabella Nardoni? Isto é um absurdo! Clique aqui e Leia.

Fotos e informações: http://g1.globo.com

10 comentários:

  1. Eu ainda não tinha visto nada a respeito desse caso e confesso que fiquei horrorizada! Já estamos cansados de ver diariamente fatos em que crianças são cruelmente molestadas em diversas áreas da sociedade. O que fazer diante de um quadro como esse? O que se passa na mente de alguém pra deixar uma criança nesse estado? Parece inexplicável. Que este não seja apenas mais um ocorrido a ser arquivado como uma reportagem qualquer, como por exemplo, como uma reportagem sobre moda. E vou aproveitar a sua citação... Que este caso não leve tanto tempo como o dos Nardoni a ser resolvido. E que quando o for (se o for), que seja de forma justa.

    ResponderExcluir
  2. Resposta para Bárbara Cunha:

    Grato pela visita, Bárbara.

    A sua opinião, mostra o repúdio que sentimos diante de um quadro tenebroso como este. E o país já está acostumado com fatos dessa porte.

    A violência em diversos patamares da sociedade, cada vem mais fica banalizada; e isto parece incentivar os que estão ocultos, praticando suas maldades.

    Uma criança de dois anos, vítima de uma criatura, que merece ser avaliada e julgada, sem recursos mentirosos.

    Abraços e saúde Bárbara.

    ResponderExcluir
  3. Meu amigo,a Justiça Brasileira Precisa ser mais severa!!
    E as pessoas que estavam na responsabilidade de encontrar alguém para ficar com a guarda dessa criança? que tipo de avaliação fizeram dessa senhora?? estes também tem sua dose de responsabilidade. E quantas crianças mais meu amigo, não estão por aí sofrendo nas mãos de pessoa como essa? Temos que denunciar!! essas crianças depem de nós. Assim como temos que exigir uma punição severa para pessoas como essa. Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Resposta Para Adail Soares:

    Grato pela visita, Adail.

    Concordo com a sua opinião. Um dos problemas graves é que existem psicopatas espalhados, que apresentam um alto grau de influência; e disfarçam suas dores, loucuras, crimes e muito mais.

    Esta criatura, buscava uma criança para fazer laboratório da maldade. E a posição social neste país conta e promove este tipo de atitude.

    Algumas pessoas com cargo,função e benefícios qualificados, amedrontam os modestos e se imaginam intocáveis.

    Parabéns para as funcionárias que delataram,pois não se intimidaram.

    Valeu Adail.

    Volte sempre,abraços e saúde.

    ResponderExcluir
  5. Congratulations a quem denunciou essa barbaridade. Tomara que mais e mais pessoas sigam esse exemplo e denunciem.

    ResponderExcluir
  6. Olá, querido...

    Infelizmente, a justiça deveria ser cega no sentido de que todas as pessoas são iguais e merecem direitos iguais... Mas ela acaba sendo cega quando atos como esse são praticados por pessoas que têm status...

    Também deveriam ser investigados e julgados com a mesma prioridade casos de violência contra pobres e ricos...

    A banalização da violência é um perigo e, infelizmente, uma realidade... Graças a Deus não me acostumo e não me conformo com isso!

    Parabéns pelo tema abordado! Não pode cair no esquecimento...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. O que está acontecendo com o ser humano, não consigo entender algumas pessoas.

    ResponderExcluir
  8. Resposta para Helinha e Paty.

    Grato pela visita, Helinha e Paty.

    O que vale nas opiniões é preservação da independência de cada uma delas.

    O ser humano em sua complexidade, causa espanto em várias situações; nesse caso me recuso a qualificar uma pessoa assim, no grupo dos humanos; esta criatura é dotada de maldade extrema e criminosa.

    Voltem sempre e saúde.

    ResponderExcluir
  9. Para Renan Astério.

    Grato pela visita e saudações cruzamltinas, além de apoio ao Seu São Paulo.

    Meu caro Astério, sou pai de uma menina de 14 anos e a trato lembrando ainda, dos seus tempos de bebezinha.

    Nem que eu não fosse pai, ignoraria este crime hediondo.

    Abraços e saúde.

    ResponderExcluir
  10. Eu não me conformo de postar um simples comentário como resposta, cometendo erros de digitação.

    Nos inseridos acima, cometi vários, sacando letras que fazem sentido, embora possa ser entendido o objetivo postado.

    Desculpas aos amigos que visitam este espaço humilde.

    Não sou graduado no idioma pátrio, mas tento me esforçar, para não maltratar demais a língua portuguesa. E longe de querer ser o que eu sei, não sou.

    Há muitas décadas, sonhei em seguir pelo caminho espetacular da gramática e suas maravilhas. Pensei em duas graduações de nível superior. O que foi lamentável é que não dei chances, para eu mesmo seguir a trilha monumental da didática.

    Perdão pelos erros na falta de atenção, muitas vezes inaceitáveis.

    Abraços e voltem sempre. Saúde!

    ResponderExcluir

Fique à vontade a casa é sua!