sexta-feira, 25 de novembro de 2011

A ferida é visível

Esta postagem quer fazer alusão a anterior, que está logo abaixo desta que foi entitulada de A invasão haitiana.

Nós já temos gravíssimos problemas sociais. Nem quero citar os programas de governo que talvez até possam dar casas para os futuros abrigados em Manaus. Só entendo que estão confundindo tudo.

Acredito que caldo de galinha e bom senso, continuam não fazendo mal. Ainda me assusto, mesmo nos lugares onde passei a infância, juventude e boa parte da minha vida adulta.


Fico pensando como será quando não houver mais saída. Quem sabe da vida diária, entende o que eu (Aldemir Bispo) quero alertar. Mas seria muita pretensão da minha parte, ousar discutindo temas tão complexos, diante de tantos gênios.

Portanto, vou assistir como expectador passivo, sem possibilidade de esboçar qualquer reação, em prol da cidade que tanto venero.

As fotos exibidas neste post, mostram as palafitas e o igarapé de São Raimundo, na sua vazante total, em 04 de novembro de 2011, com fundo do bairro da Glória e adjacências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade a casa é sua!