sábado, 5 de novembro de 2011

O ciclo caboclo


Ao lado da ponte que liga os bairros de São Raimundo e Aparecida, o cenário da vazante do igarapé.


O sol estava de assar na tarde de sexta-feira, 4 de outubro de 2011, mas mesmo assim, arrisquei uns cliques do alto da ponte, em direção ao que antes flutuava.


Esta casa na época da cheia é flutuante.


O velho barco em meio ao matagal. Este é um dos retratos do cotidiano urbano, com os efeitos da natureza amazônica em Manaus.


Entre a vazante e a cheia, os moradores das margens dos rios e igarapés se habituaram aos ciclos da vida cabocla. E esperam com mansidão o retorno da abundante riqueza das águas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade a casa é sua!